Arquivo para março \31\UTC 2009

Oasis em Porto Alegre

blogbvz_oasis1

 

 

 

 

 

 

 

 
Mesmo que um CD deles diga DON’T BELIEVE THE TRUTH, agora parece-que-talvez-maybe-quem-sabe eles vem mesmo e melhor, aqui pertinho, em Porto Alegre. Da Boavoz Team,  eu e o Fabrickman já garantimos a nossa presença no ritual rock’n roller da vez, a foto não mente. Dois daqueles ingressos são nossos, os outros de mais alguns chapas que também vão embarcar junto nessa celebração. A medida que maio se aproxime a gente vai pilhando mais algumas pérolas do OASIS por aqui.

flw
sandoval

Anúncios

Saiu a número 3 da Ninguém Lê

ninguemle_ed03_mar2009


Tá na mão a 3ª Edição da Ninguém Lê, Revista Digital da Boavoz Comunicação. Nesta edição temos um texto bem irônico das relações entre agências e clientes, a seção Voz do Cliente com o César Prochnow do Brasa Castelhana e uma nova seção onde aparece, por incrível que pareça, gente que lê a Ninguém Lê. Clica aí no link, acessa o site da Boavoz e boa leitura!
http://www.boavoz.com.br/boavoz_html/portifolio.htm#ninguemle

A Boavoz com mais um canal de comunicação

pensadores da Boavoz
pensadores da Boavoz

2009 começou embriagado pela crise mundial que estourou nos quatro costados do planeta. Alguns dizem que são sinais de que o capitalismo está com os dias contados. Outros dizem que é apenas mais uma acomodação que o próprio sistema exige de tempos em tempos, para que as coisas mudem para que continuem do mesmo jeito. Com crise ou sem crise, o dilema de quem trabalha com comunicação é usar criatividade para buscar novas formas de dar vazão ás ideias, aos projetos e a esta inquitante vontade de sempre buscar o novo. Desde o início do ano a agência tem procurado investir nestas ações que renovam o ato de comunicar. Este blog é mais uma destas ações. Mais um canal de comunicação para fazer fluir a nossa Boavoz.

Como transformar uma boa agência em uma agência medíocre em apenas 4 lições

1) Antes de iniciar um relacionamento com sua agência de propaganda, deixe bem claro quem está pagando a conta. Ou seja: é você quem manda.

Com isso, rapidamente vai conseguir inibir qualquer iniciativa da agenciua. Em vez de buscar o melhor resultado, a agencia deve buscar a sua aprovação. Se o trabalho está certo ou errado, se resolve a situação apresentada, se tem qualidade ou nao, isso pouco vai importar.

2) Subestime a sua agência. Eles entendem de comunicação, mas quem conhece o seu produto é você. Essa história de parceria é frescura. A agência deve apenas executar o que você acha que tem que ser feito e ponto. Pensando bem, quem sabe você nem precise de agência? Basta publicar a foto do produto, as suas propriedades e sua fórmula. De repente, pode ficar interessantíssimo para alguns consumidores. Nunca se sabe.

3) Proíba qualquer tipo de ousadia com sua marca. Conceitos novos, filmes criativos, anúncios provocantes podem até ser deliciosos. Mas para o produto dos outros. Por que é que você tem que arriscar com o seu produto?

O fato de Mike, Volkswagen, Aplle, Avis, Coca-cola, Pepsi, Heineken, Honda, Nabisco, Dupont, Sadia, Brastemp e outras milhares de marcas de enormes coporações produzirem propaganda interessante no Brasil e no resto do mundo não significa que seja uma boa idéia. Pelo menos assim, você pode estar certo de que nunca vai errar. E de que nunca vai acontecer nada de novo para você.

4) Seja esperto, economize. Oitenta por cento do seu investimento em propaganda é veiculação. Mas você ainda pode tentar poupar algum dinheiro nos outros vinte por cento, que são de direito da agência, seguindo as normas do CENP.

A única diferença entre uma agência corretamente remunerada e uma agência mal remunerada está na competência da primeira. Que, por razões óbvias, é a que pode atrair os melhores profissionais disponíveis. Ou seja, os melhores planejadores, aqueles que podem encontrar soluções novas para você no mercado. Os melhores executivos de contas, que possam equacionar e priorizar os problemas da sua empresa a serem resolvidos. Os melhores homens de mídia, capazes de economizar milhares de reais apenas com uma boa programação e uma boa negociação. E os melhores criadores, que vão justamente dar o brilho à sua comunicação, para que seu produto obtenha os resultados que você espera. De resto, não existem outras grandes diferenças entre uma boa agência e uma agência medíocre. Agora veja bem o que é que você quer que aconteça com a sua empresa. Se são bons resultados que você espera, procure uma boa agência de propaganda. E se você já tem, saiba valorizar. Porque a televisão, os rádios, os jornais e as revistas não dão descontos para propaganda de má qualidade.

 

março 2009
S T Q Q S S D
    abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Blog Stats

  • 58,334 hits

Categorias

Mais Acessados

  • Nenhum